19 de junho de 2010

Kick-Ass - Quebrando Tudo [Mesmo]

Antes de falar do filme, quero fazer a indicação deste site maravilhoso, Capacitor.
Grande fonte de informações para o blog, o site está sempre trazendo notícias, fotos e muito mais sobre o mundo do entretenimento. 
Vale a pena acessar, assinar o feed de postagens e segui-los no Twitter, no qual se definem da seguinte maneira:
"A gente é um site que só fala sobre coisas bacanas e de um jeito bacana. Siga a gente pra se divertir com HQs, games, cinema, música etc."
Assino abaixo!
Não perca tempo e - depois de ler o post - corra para o site e se nutra de informação de qualidade.

Enfim, qual a ligação do site com o post mesmo?
Há um tempo o site vinha trazendo informações sobre a adaptação de Kick-Ass para as telonas.
Lia e pensava 'Humm... taí um filme que pode ser legal'
A equipe do site vivia se dizendo animada para a estreia, e eu do lado de cá ficava só na expectativa.
Após muitas fotos e vídeos, eis que chega a estreia do filme no Brasil, 18 de junho (ontem).
 [OFF] Éh... mas não em todo o Brasil, aqui em Goiânia o filme não está em exibição.
Deu meu jeitinho e assisti hoje o filme. E o que posso dizer?
NOTA 10!!!!

Detalhe: Não sou fã de HQ's, na verdade nunca nem cheguei a ler alguma, não sou o maior fã de filmes de ação, se não visse tanto falatório no Capacitor talvez eu nem tivesse pensado em assistir Kick-Ass.

Então vamos falar dele agora?

Dave Lizewski (Aaron Johnson) não é um nerd, não é um atleta, não é um pegador, é um garoto extremamente normal, tal qual a maioria dos adolescentes.
Por que é que ninguém nunca pensou em ser um super heroi? Afinal, super poderes não são necessários, o Batman não tem nenhum.
Munido deste pensamento, Dave decide se tornar Kick-Ass [traduzindo para o português, algo como 'chuta-bunda'] um destemido heroi que se empenha em enfrentar o mal.
Em sua primeira investida contra o crime, se dá muito mal, apanha pra caramba e vai parar no hospital.
Mas Dave é determinado e continua na luta, até se envolver em algo realmente sério...

Olhe para essa garotinha da foto, Chloë Grace Moretz, uma fofurinha não é mesmo?
Pois é, e esta é a atriz escolhida para dar vida a Mindy Macready, a filha de Damon Macready (interpretado por Nicolas Cage). Pai e filha vivem uma relação de amor não muito tradicional, e por um motivo (que não vou revelar porque não gosto de fazer spoilers) tornam-se Hit-Girl e Big Daddy respectivamente.
Como havia dito no post anterior, o filme é muito violento, inclusive não é recomendado para menores de 18 anos, antes de assisti-lo achei que era frescura, mas vai por mim, os pais não iriam gostar que seus filhos assistissem a algumas das cenas.
Como eu já tenho 18 (ano passado fui proibido de assistir Watchmen e Dia dos Namorados Macabro), posso conferir a história sem problemas.
O filme tem uma jogada bem sarcástica, resgatando o estilo de histórias em quadrinhos, muito humor, muitas reviravoltas, ainda tem espaço para uns momentos 'Oownn's e é óbvio que tem muita... muita ação!
Adoro quando um filme me empolga, sou do tipo de espectador exagerado, e Kick-Ass me fez morrer de rir, morrer de preocupação, morrer de susto... ou seja me rendeu uma mix de sensações, portanto a direção do filme já ganha um 10!
Agora... shows à parte mesmo são as atuações de Chloë Grace Moretz e Aaron Johnson, é impossível ficar indiferente quando os dois entram em cena. Merecem até mais que nota 10!
Outro ponto que merece destaque é a trilha sonora do filme, que tem uma puta unidade (olha as aulas de Comunicação Visual e Sonora fazendo efeito) com as cenas, outra nota 10!

Enfim...
O filme superou toda e qualquer expectativa que eu tinha.
E uma sequência parece estar a caminho, já espero ansiosamente!
Abaixo o trailer, atendendo a pedidos, desta vez legendado.

Então esta é a dica do Efeito Cubo
Kick-Ass - Quebrando Tudo (Kick-Ass) é uma ótima pedida!
Agora falta conferir Toy Story 3...


ATUALIZANDO O POST :
No dia 02 de julho o filme chegou à Goiânia

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails