8 de julho de 2010

The Last Airbender

Para quem já acompanha o blog, apresentações são desnecessárias.
O Último Mestre do Ar (The Last Airbender) era o filme mais esperado por mim no ano de 2010.
O filme estreou no início de Julho nos Estados Unidos e em outros países e só vai estrear por aqui no final do mês de Agosto.
Que falha a deles hein! Ansioso como eu estava pelo filme, eu obviamente não aguardaria tanto tempo pra conferir a produção, então daquele jeitinho que só você sabe assisti o filme.
Antes de mais nada, é sabido que adaptações nunca cumprem 100% seu papel, não dá pegar a história de um livro ou série animada, como no caso de Avatar - A Lenda de Aang, e colocar tudo num filme de curta duração.
O pior do filme é o roteiro, diálogos completamente improváveis, um roteiro que na tentativa de explicar toda a história acabou deixando tudo muito confuso.
E baseados neste roteiro, os personagens perderam toda a sua essência, não machucaria, por exemplo, se o Sokka fizesse uso de seu peculiar sarcasmo. Os personagens são representados como amadores e fracotes. O que fizeram com o Tio Iroh? Ele deveria ser um simpático e sábio velhinho e não apenas um inteligente e estrategista (embora ele o seja) senhor de meia idade.
Outro dos maiores problemas é a duração do filme, pelo que entendi, a Paramount Pictures mandou cortar 40 minutos do longa para que não ficasse muito longo (perdoem o trocadilho) gente... qua-ren-ta minutos de um filme é muita coisa, as cenas passam de uma forma tão rápida que acabam perdendo o nexo, eu duvido muito que alguém que não conheça a história vá entender alguma coisa.
E o Framboesa de Ouro vai para...
Noah Ringer, no papel de Aang
Agora chegamos ao ponto atuação...
Não... não... estou aqui me perguntando: Onde eles arrumaram estes atores?
Sabe aquelas peças de teatro que todos fizemos quando crianças na escola? O ator que faz o Aang [Atenção: ele é o personagem principal!!!!] consegue fazer pior que do que nós naquela época.
É sério! Não estou exagerando, com o decorrer do filme ele melhora um pouco, mas no início do filme... culpa também do roteiro, nem mesmo o Dev Patel, no papel de Zuko pôde fazer muito com aqueles diálogos tão mal elaborados.
E como a direção do filme pôde deixar as cenas de luta ficarem tão falsas, simples coreografias ensaiadas e rigorosamente seguidas. Alguns personagens parecem esperar parados para serem atacados, muito mal feito.
Na junção de tudo isso, O Último Mestre do Ar não é aquele filme que faz você interagir, torcer, sofrer... porque da forma como o filme está, você sabe que vai dar tudo certo, tudo está tão simplificado, não há a emoção, a expectativa da derrota, nada assim. As cenas passam e você assiste, passivamente.
Se tivesse que destacar algo bom do filme, destacaria os cenários, muito bem feitos!
Por outro lado, o filme também não é o pior do ano como vem sendo dito, até hoje eu colocaria Premonição 4 neste posto.


Enfim... o filme é uma decepção!
Eles não tinham o direito de acabar assim com os sonhos de uma criança [eu]
O filme decepciona, mas não é péssimo, não é um lixo, nada disso.
Só acabou sendo um filme qualquer e não O Filme do ano de 2010 como esperava que fosse.

Só um detalhe: assisti o filme gravado em cinema, a câmera não pegava tudo, perdi digamos que o 1/3 esquerdo da tela, ainda vou assistir o filme novamente, mas não creio que minha opinião mudará muito. Então crianças, não façam isso em casa, aguardem mais um pouco ok?
E pra não deixar o post só com coisas negativas...
Estão comentando na comunidade do filme no Orkut que haverá uma continuação da série animada, agora com uma dobradora de água sendo a Avatar e o Aang a auxiliando. Ótima notícia hein! Porque a série, esta sim, é digna de todos os elogios!

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails